Elias Rodrigues de Oliveira Filho, Rogério Leandro Lima da Silveira
 
Resumo
 
Mensurar o desenvolvimento humano requer selecionar indicadores de grande confiabilidade, em especial, no Brasil, pois existem grandes diferenças socioeconômicas regionais em cada unidade municipal. O presente estudo teve por objetivo analisar os índices e subíndices dos municípios da região Noroeste do Estado de Minas Gerais, nos anos 2000 e 2010, e comparar com a média nacional e de Minas Gerais. Para tanto, fez-se uma pesquisa bibliográfica e o levantamento, sistematização e tratamento de dados secundários. Os resultados obtidos indicaram diferenças entre os municípios, exceto na dimensão longevidade, que apresenta maior simetria. Foi possível identificar baixos valores dos indicadores no subíndice educação, o que requer políticas públicas pontuais para corrigir o modelo de ensino escolar.
 
Texto completo:
PDF
Referências
 
ALMEIDA FILHO, N. Ensino superior e os serviços de saúde no Brasil. The Lancet, v. 377, n. 9781, p. 1898-1900, 2011. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2019.
 
BRASIL. Agência Nacional de Águas – ANA. Levantamento da agricultura irrigada por pivôs centrais no Brasil – 2014: relatório síntese. Brasília: ANA, 2016.
 
_____. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Censo 2010. 2010. Disponível em: . Acesso em: 20 fev. 2018.
 
_____. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Divisão regional do Brasil em mesorregiões e microrregiões geográficas. Rio de Janeiro: IBGE, 1990.
 
_____. Instituto Brasileiro de Geografia e Estatística – IBGE. Estimativas demográficas de 2019 de Minas Gerais. 2019a. Disponível em: . Acesso em: 31 mar. 2019.
 
_____. Presidência da República. Secretaria de Direitos Humanos. Secretaria Nacional de Promoção da Defesa dos Direitos Humano. Dados sobre o envelhecimento no Brasil. Brasília, 2013. Disponível em: . Acesso em: 20 jul. 2019.
 
FEDERAÇÃO DAS INDÚSTRIAS DO ESTADO DE MINAS GERAIS – FIEMG. Perspectivas de desenvolvimento socioeconômico do Alto Paranaíba e Noroeste de Minas Gerais. Belo Horizonte: FJP, 2017.
 
FERREIRA, F. P. M.; RIBEIRO, A. M.; RIANI, J. L. R.; MARINHO, K. R. L.; CAMARGOS, M. C. S. População e políticas públicas: tendências e cenários para Minas Gerais. Cadernos
 
BDMG, Belo Horizonte, n. 21, p. 55-85, out. 2012. Disponível em: . Acesso em: 09 out. 2019.
 
FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO – FJP. Diretoria de Estatística e Informações. Produto Interno Bruto dos Municípios de Minas Gerais: 2016. Belo Horizonte: FJP, 2018.
 
JANNUZZI, P. M. Indicadores Sociais no Brasil: conceitos, fontes de dados e aplicações. Campinas, SP: Alínea, 2012.
 
PROGRAMA DAS NAÇÕES UNIDAS PARA O DESENVOLVIMENTO – PNUD; INSTITUTO DE PESQUISA ECONÔMICA APLICADA – IPEA; FUNDAÇÃO JOÃO PINHEIRO – FJP. Atlas do Desenvolvimento Humano do Brasil 2013. Brasília: PNUD; IPEA; FJP, 2013a.
 
_____; _____; _____. Índice de Desenvolvimento Humano Municipal brasileiro. Brasília: PNUD; IPEA; FJP, 2013b.